2007

Amílcar Neves | Personalidade Literária | Prêmio Paschoal Apóstolo Pítsica

Amílcar Neves é autor de uma dezena de livros e mais de quinhentas crônicas; escreve toda quarta-feira no Diário Catarinense. Este ano publicou a segunda edição de Relatos de Sonhos e de Lutas, indicado como leitura recomendada dos vestibulares da UFSC e da UDESC. Publicou dez crônicas em seqüência, uma por semana, entre fevereiro e abril, combatendo a intenção do governo do Estado de privatizar e sucatear a Biblioteca Pública do Estado de Santa Catarina. Participou do Projeto “Encontro Marcado com o Escritor Catarinense”, que visa incentivar nos jovens o gosto e o prazer da leitura. Nessa condição, visitou diversas cidades do Estado, sempre falando para alunos e professores de escolas públicas e de universidades. Também participou de diversas Feiras de Livros e de mesas-redondas sobre livros do vestibular (na Barca dos Livros) e com a Professora Elisabete Anderle, presidente da Fundação Catarinense de Cultura, sobre Políticas Culturais do Estado para a Literatura.

░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░

Loro | Personalidade Artística | Prêmio Victor Meirelles

Loro participa, desde os 18 anos ativamente do movimento artístico da Ilha de Santa Catarina. Estudou na Art Students Leagne, em Nova York nas décadas de 70 e 80 onde solidificou seus conhecimentos de composição e pintura. Pintor, escultor, gravador, carnavalesco, poeta e realiza intervenções em espaços públicos. Loro integrou-se este ano ao Projeto Painting a Futuer (Pintando um Futuro), sob coordenação internacional da artista plástica holandesa Hetty van der Linden, intitulada pela revista New York Magazine “apanhadora de sonhos”, pois incentiva crianças pobres da Europa, América Latina e África, desprovidas de alegrias e carinho, a pintarem. Seus trabalhos são aperfeiçoados, vendidos e retornam sob forma de financiamento ou doações às suas famílias. Loro é um dos três brasileiros dentre cem artistas de quarenta países que transformam sonhos infantis aparentemente sem valor em valiosas obras de arte. Em setembro, Loro realizou exposição em Orly, na França, e no Museu Latino-Americano da Sicília, na Itália, que adquiriu uma de suas obras para seu acervo.

░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░

Alberto Andrés Heller – Personalidade Musical. Prêmio Edino Krieger

Alberto Heller é graduado e pós-graduado Concertista pela “Escola Superior de Música ‘Franz Liszt’” na Alemanha. Em Weimar, realizou profunda pesquisa sobre a obra de Liszt, usando como base os manuscritos e originais contidos no Goethe und Schiller Archiv. Como conseqüência desse trabalho, apresentou entre 1995 e 1997 uma série de recitais na Casa Liszt em Weimar, onde as principais obras do compositor foram interpretadas ao seu próprio piano. Em janeiro deste ano lançou o livro “Fenomenologia da Expressão Musical”; em março atuou como convidado no Concerto de Aniversário de Florianópolis com o Polyfonia Khoros, no Projeto Musicando a Poesia Catarinense; em maio realizou turnê pela América do Sul; em agosto lançou, no CIC, seu segundo CD, As Vozes da Poesia, com vinte poemas musicados de autores catarinenses, dentre eles, Alcides Buss, Cruz e Sousa, Franklin Cascaes, Júlio de Queiroz, Lindolf Bell e Rodrigo de Haro. Em outubro realizou turnê internacional com a Camerata Florianópolis e fez apresentação solo em Roma e Spoleto.

←VOLTAR