2011

A Srª Eloá Pitsica entrega o Prêmio “Paschoal Apóstolo Pítsica” e oDiploma de Personalidade Literária do ano ao escritor e poeta Luiz Carlos Amorim.
Personalidade Literária de 2011: Escritor Luiz Carlos Amorim

LUIZ CARLOS AMORIM é poeta, contista, cronista e articulista de jornais e revistas de diversas cidades do Brasil e do diário “O Liberal”, de Cabo Verde. É coordenador do Grupo Literário “A Ilha”, que este ano completou 31 anos de atividades. É editor das Edições A ILHA e do riquíssimo portal “PROSA, POESIA & CIA.” Seu trabalho é reconhecido por todos os que atuam no meio literário.
É autor de 27 livros de crônicas, contos e poemas, três deles publicados no exterior. Luiz Carlos Amorim tem outros trabalhos publicados em mais de uma dezena de países, entre eles, Índia, Rússia, Grécia e Estados Unidos.
Suas obras foram traduzidas para o inglês, espanhol, grego, russo, italiano e bengalês. Também colabora com vários portais na internet como Rio Total, Alla de Cuervo, Usina de Letras e Varal do Brasil.  Em 2011 lançou a 2ª edição da antologia poética “Nação Poesia”.

░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░

O presidente da Fundação Catarinense de Cultura, Joceli de Souza, faz entrega do Prêmio “Victor Meirelles” e do Diploma de Personalidade Artística do ano ao artista plástico Rodrigo de Haro.
Personalidade Artística de 2011: Artista Plástico Rodrigo de Haro

RODRIGO DE HARO nasceu em Paris. É artista e poeta, com diversos livros publicados, entre os quais destacamos “Trinta poemas”, “Taça estendida” e “Pedra elegíaca”, além de diversas antologias e publicações no Brasil e exterior. É membro da Academia Catarinense de Letras. Atua, com destaque, na pintura, desenho e mural, e seus trabalhos estão em residências e prédios públicos de nosso estado, do Rio de Janeiro, Paraná e São Paulo. Na UFSC há um fantástico painel, de sua autoria, em mosaico italiano, intitulado “A criação do mundo segundo a América Latina”, que mede cerca de 400m², e é o maior de seu gênero no Brasil.
Esse artista múltiplo atua também como ilustrador e retratista.
Seu reconhecido valor o tem levado, como convidado, a diversas bienais e salões de pintura, no Brasil e exterior.
Este ano, Rodrigo de Haro pintou um notável retábulo em óleo sobre tela, de 4 por 3 metros, representando a entrega das chaves do Céu, por Jesus Cristo para seu apóstolo Pedro. A tela foi consagrada e entronizada no altar-mor da Igreja de São Pedro de Umbará, em Curitiba, no dia de São Pedro, padroeiro local.

░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░

O Dr. Carmelo Krieger entrega o Prêmio “Edino Krieger” e o Diploma de Personalidade Musical do ano ao músico, compositor e arranjador Luiz Gustavo Zago.

Personalidade Musical de 2011: Luiz Gustavo Zago

LUIZ GUSTAVO ZAGO nasceu em Lages e mora em Florianópolis. É bacharel em Piano pela UDESC. Compositor, arranjador e pianista, suas principais referências musicais são os brasileiros Tom Jobim, Chico Buarque e Villa-Lobos, os jazzistas Keith Jarret e Bill Evans e a música de Bar, Brahms e Debussy. Suas amplas referências dizem um pouco sobre seu trabalho, que transita entre e popular e o erudito, sem cerimônia. Zago busca conciliar o tratamento privilegiado da melodia que caracteriza a canção brasileira, com a sofisticação harmônica e os improvisos característicos do jazz, aliado a um toque cuidadoso que marca os pianistas de formação clássica.
Em 2000 e 2002 venceu o Festival de Música do SESC, respectivamente como músico e compositor.
Este ano foi solista no concerto de abertura da Temporada 2011 da Camerata Florianópolis, com o concerto “Rhapsody in Blue”, de Gershwin. Também este ano lançou o seu primeiro trabalho solo, o CD “Até Amanhã”, com 10 músicas de sua autoria, que traz música instrumental de alto nível técnico e artístico.

░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░ ░

O Prof. Dr. Celestino Sachet entrega à família do escritor Lauro Junkes (in memoriam), o Prêmio “Acla – Conjunto da Obra” (o diploma está nas mãos do filho Lauro Junior e a medalha, ao pescoço de sua viúva, a Profa Terezinha Junkes e a sua família).
Prêmio ACLA – Conjunto da Obra de 2011: Escritor Lauro Junkes (In Memorian)

LAURO JUNKES nasceu no município de Antônio Carlos. Bacharel e Licenciado em Letras, também se bacharelou em Direito e Filosofia. Mestre em Literatura Brasileira e doutor em Teoria da Literatura.
Professor na UFSC por 34 anos, alcançou o grau de Titular. Por 30 anos exerceu o jornalismo crítico, comentando obras, sobretudo da literatura de Santa Catarina. Recebeu o Diploma do Mérito Cultural da União Brasileira de Escritores. Foi agraciado com as Medalhas de Mérito: Cônego Raulino Reitz (da Prefeitura de Antônio Carlos), Cruz e Sousa (do Governo do Estado), Professor João David Ferreira Lima (da Câmara Municipal de Florianópolis).
Membro da Academia Catarinense de Letras desde 1982, foi seu Presidente por 8 anos.
Pesquisador dedicado e incansável, publicou duas dezenas de livros, dos quais destacamos: O Leão Faminto, O Mito e o Rito; A Literatura de Santa Catarina; Teatro Selecionado de Horácio Nunes Pires; Poesia Completa de Luís Delfino; Contos Completos de Virgílio Várzea; Obra Completa, de Delminda Silveira e Cruz e Sousa: da Paixão à Paixão. Dele, disse o intelectual e ex-integrante do Conselho Estadual de Cultura, Francisco Socorro: ‘Lauro Junkes teve a nítida impressão de que a literatura é um dado universal, alheio à pequenez convencional das nacionalidades, dos regionalismos. Sabia que a arte, em geral, é anterior a qualquer fronteira geográfica e aqui estará depois de apagada a última fronteira’.

←VOLTAR