Douglas Hahn

Douglas Hahn | Cadeira nº 30 | Patrona: Nazira Mansur Aguiar

Nasceu em Joinville, onde iniciou seus estudos musicais na Escola de Música Villa-Lobos. Em 1994, passou a estudar regularmente com Rio Novello e Neyde Thomas, em Curitiba. Debutou em 1996, com Il Guarany em Florianópolis. A partir daí, vem se apresentando em diversos teatros nacionais, frente a importantes orquestras brasileiras, sob a regência de reconhecidos maestros, dos quais destacamos, Rodolfo Fischer, Alessandro Sangiorgi, Isaac Karabtchevsky, Jeferson Della Rocca, Andréas Baumgartener, Mario di Rose Julio Medalia. Já atuou nas óperas Masaniello, La Traviata, Carmina Burana, O Elixir do Amor, La Bohème, La Forza del Destino, A Flauta Mágica, Fausto, Cavalleria Rusticana, Carmen, Don Giovanni e Rigoletto. Pela Pró-Música de Florianópolis, atuou nas produções A Flauta Mágica, Réquiem de Fauré, Réquiem de Mozart, Rigoletto e La Traviata. Recentemente fez sua estreia na Itália, com as produções de Don Giovanni (no papel título) e La Bohème. Em 2008 recebeu o Troféu Aldo Baldin e interpretou Fígaro, no grande espetáculo O Barbeiro de Sevilha. Recebeu o Prêmio “Edino Krieger” como Personalidade Musical de 2009, conferido pela Academia Catarinense de Letras e Artes. Em 2010 atuou nas produções; Romeu et Juliette (Conde Capullet) no XIV Festival Amazonas de Ópera; Loreley (Hermann) no Teatro Avenida em Buenos Aires; Don Pasquale (Dr. Malatesta) no Teatro São Pedro em São Paulo; em novembro fez sua estreia no papel de Amonasro na ópera Aída no Salão de Atos da PUC em Porto Alegre.

←VOLTAR