Sulanger Bavaresco

Sulanger Bavaresco | Cadeira nº 33 | Patrono: Horácio Nunes Pires

Natural de Videira/SC. Produtora cultural, diretora e atriz, é graduada em Artes Cênicas pela UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina com especialozação em Teatro Educação. Atua no âmbito teatral desde 1984. Desde 1987 é técnica cultural da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes, onde criou em 1993, o Festival Isnard Azevedo, evento pelo qual é atualmente responsável pela direção artística e coordenação geral. No período de 2004 a 2008 atuou como Gerente do Teatro da UBRO e desde 2011 é acadêmica da ACLA – Academia de Artes e Letras de Santa Catarina. Tem participado de diversas comissões de avaliação, seleção e julgamento de projetos e espetáculos artísticos e como curadora em festivais e eventos teatrais de diferentes estados do Brasil e no exterior.  Pelo Grupo de Teatro O Dromedário Loquaz dirigiu os espetáculos Agnus Dei, adaptação de Sulanger Bavaresco, em 1995; Quinnipak – mundos de vidro, adaptação de Sulanger Bavaresco em 2002 e 2005; Jardim das Delícias (parceria com Grupo Armação) em 2006 e 2008; Árias Públicas, em 2012; Um deus dormiu lá em casa, de Guilherme Fiqueiredo com direção de Sulanger Bavaresco em 2012/15; e Spollium – as irmãs siamesas, de José Rubens Siqueira em 2014/16.  Em 2016 dirigiu a ópera La Traviata, de G. Verdi em versão reduzida a convite da Sociedade Harmonia Lyra, na cidade de Joinville e a ópera Romeo et Juliette em versão reduzida em Florianópolis, Em 2017 dirigiu versão reduzida da ópera A Flauta Mágica (Mozart) pelo Polyphonia Khoros.

←VOLTAR