Wesley Collyer

Wesley Collyer | Cadeira nº 2 | Patrono: Othon da Gama d’Eça

Capitão-de-Longo-Curso da Marinha Mercante, onde navegou o equivalente a 16 voltas em torno da Terra; formado em Direito pelas Faculdades Bennett (RJ); Magistrado Federal do Trabalho (aposentado); pós-graduado em Política e Estratégia, pela Escola Superior de Guerra; mestre em Direito Internacional, Meio ambiente e Atividade Portuária pela Univali e doutorando em Direito pela Universidad de Buenos Aires. Publicou “Poemas em Três Estações” (poesias), 2004, e “Mar de Memórias” (minicrônicas) pela Nova Letra/Blumenau, 2006, além de diversos artigos no Diário Catarinense. Participou dos Anais do IX Concurso Internacional de Poesias Enrique Salazar Cavero e recebeu Medalha de Prata no Concurso Nacional da Academia Brasileira de Estudos e Pesquisas Literárias (RJ). Tem poema publicado no livro “O Jardim de Judith” (Tijucas, 2004). Teve selecionado no Concurso Internacional da Academia Il Convívio (Itália) o poema “Teu Corpo Meu”, publicado em italiano e português na “Antologia del premio Poesia, Prosa e Arti Figurative 2005” da mesma Academia. No campo do Direito, publicou “Dicionário de Comércio Marítimo” (inglês-português), em 5ª edição pela editora Aduaneiras, em coautoria com Marco A. Collyer, 2005; “Lei dos Portos: o Conselho de Autoridade Portuária e a Busca da Eficiência”, pela Lex Editora/SP, lançado na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, 2008 e dezenas de artigos em revistas especializadas, inclusive na Revista Forense Eletrônica e Revista Jurídica da Presidência da República. Também publicou “Ética na Política”, em 2ª edição. Ocupa a cadeira de número 2, cujo patrono é o literato Othon d’Eça. Foi presidente da Academia Catarinense de Letras e Artes de 6 de agosto de 2005 a 4 de março de 2017.   

←VOLTAR